Buscar
  • Sinsenat

Servidores do grupo de risco da Covid-19 são submetidos a filas para garantir direito a afastamento



Servidores públicos do município de Natal que integram o grupo de risco da Covid-19 estão sendo submetidos a filas no Instituto NatalPrev para garantir o direito ao afastamento e de exercer sua jornada laboral mediante teletrabalho, o chamado home office. A prefeitura exige a apresentação do atestado à Junta Médica. Nesta segunda-feira, 22, uma comissão do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinsenat) flagrou a formação de fila antes das 6h da manhã.


Com um ou, no máximo, dois profissionais médicos atendendo, são distribuídas de 20 a 40 fichas por dia. Um número baixo que tem feito muitos servidores portadores de doenças crônicas ou com idade superior a 60 anos ficarem sem atendimento, sendo preciso dar mais de uma viagem para garantir o recebimento de uma ficha. É o caso de dona Zélia, de 70 anos, que em sua terceira tentativa resolveu chegar antes das 6h da manhã para receber atendimento.


“O atendimento aqui está péssimo, o pessoal está distribuindo 20 fichas. A gente precisa chegar aqui de madrugada e as pessoas de idade, como eu, de 70 anos, que não podem ir nesse momento para o trabalho, precisam vir aqui pegar a licença. Não tem condições”, desabafa dona Zélia.


Com o sistema de saúde em colapso na capital Potiguar, os servidores públicos da prefeitura de Natal encaram com apreensão e insegurança essa nova exigência do governo Álvaro Dias. “Essa situação põe em risco a vida dos servidores por negacionismo e falta de um cuidado da prefeitura de Natal em oferecer os cuidados necessários para que a cidade atravesse a pandemia com o menor impacto negativo possível”, alerta a coordenadora geral do Sinsenat, Soraya Godeiro, que apresentará denúncia no Ministério público do Trabalho (MPT) ainda nesta segunda.


Além de aglomeração dentro do prédio do NatalPrev, a fila se estende na área externa, sem um trabalho de orientação da prefeitura para que sejam cumpridas as medidas de distanciamento social, uso obrigatório de máscara e disponibilização de material para higienização das mãos.


47 visualizações0 comentário
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube ícone social

© 2019 

Website criado pelo SINSENAT