Buscar
  • Sinsenat

Câmara Municipal vota amanhã (23) projeto de lei sobre plano de carreira dos médicos

Atualizado: 28 de Jan de 2019


Os médicos do município de Natal tiveram seu plano de carreira implantado, porém identificou-se que após a implantação do plano, alguns médicos receberiam MENOS do que já recebiam. O Executivo tratou de enviar um Projeto de Lei, para ser votado em REGIME DE URGÊNCIA, em sessão extraordinária na  Câmara Municipal, convocada para esta quarta-feira (23) para rever esta situação.


Para evitar a perda, o projeto de lei de iniciativa do Executivo propõe a criação da VPNI, semelhante a VICT do Plano Geral (Plano de Carreira aonde se encontram os servidores mais humildes da Prefeitura).


Chama a atenção o tratamento dado à classe médica, que não foi o mesmo ofertado aos servidores do Plano Geral. Os servidores do plano geral aguardam o cumprimento da ação coletiva, movida pelo Sinsenat, na qual a Prefeitura deve apenas cumprir e realizar a ATUALIZAÇÃO DA MATRIZ SALARIAL E PROGRESSÕES. Entretanto a Prefeitura mascarou o cumprimento da sentença judicial, não cumpriu a atualização da matriz e ainda retirou de forma ILEGAL, parte da VICT e do ABONO, fazendo com que os servidores do plano geral recebessem menos do que recebiam.


A matriz salarial do Plano Geral inicia com $725,00, bem abaixo do salário mínimo.


Fica nítido o tratamento diferenciado dado à categoria médica. Não somos contra que as diversas categorias conquistem melhorias, somos contra o TRATAMENTO DIFERENCIADO!




34 visualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube ícone social

© 2019 

Website criado pelo SINSENAT