Buscar
  • Sinsenat

QUARTA REUNIÃO DA MESA SUS

Aconteceu nesta terça-feira (12) mais uma reunião da Mesa SUS com representantes do Sinsenat, Sindern e Sindsaúde e as Secretarias de Saúde e de Planejamento da Prefeitura de Natal para tratar dos inúmeros problemas enfrentados pelo servidores da saúde.


Em relação ao horário corrido para servidores de unidade básica que não recebem gratificação, o Secretário de Saúde reafirmou a posição de cumprimento, assim como horário corrido para servidores da saúde mental, após observação de Soraya Godeiro da decisão ser deliberação da Conferência Municipal de Saúde Mental e por isso deveria ser respeitada, observação confirmada pelo Secretário.


O Secretário se comprometeu também a resolver a situação do nada consta do COREN; se comprometeu a encaminhar cópia do Projeto de Lei para chamada do cadastro reserva aos sindicatos, assim como assumiu compromisso em combater o assédio moral nos locais de trabalho, pedindo às entidades sindicais que encaminhassem diretamente a ele.


No entanto, em relação às pautas econômicas, como o não pagamento das gratificações aos ingressos do último concurso e demais servidores, mudança de nível, quinquênio e demais adicionais, cumprimento da data-base, a melhoria das condições de trabalho e a falta de insumos nas unidades de saúde do município, não houve avanço.


Apesar de todos os pontos terem sido discutidos na última reunião, os Secretários não apresentaram qualquer resposta a essas reivindicações e nem estipularam qualquer prazo para resolução dos problemas, pois dependem do posicionamento do Prefeito Álvaro Dias e da Secretária de Administração Municipal, Adamires França.


O Sinsenat reafirmou sua posição em defesa de todas as reivindicações e convoca todos os servidores da saúde para Assembleia Geral Unificada da Saúde de Natal que acontecerá esta quinta-feira, dia 14 de novembro, às 9 horas no auditório do Sinsenat.




18 visualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • YouTube ícone social

© 2019 

Website criado pelo SINSENAT